quinta-feira, 5 de abril de 2012

Pinceladas

INTERNACIONAL 1-1 SANTOS - Ficou barato pelas circunstâncias. Muriel teve uma noite inspirada e salvou o Inter de um resultado pior. Os colorados marcaram de falta com Nei e dominaram todo o primeiro tempo. O Santos melhorou no segundo tempo. Muricy brilhou ao trocar Fucile por Alan Kardec, que empatou o jogo. Por pouco não virou o placar. Ganso e Damião foram discretos. Neymar conseguiu expulsar Moledo e infernizou a zaga colorada. Pode perder a segunda posição do grupo para o The Strongest e, caso isso aconteça, além de vencer o Juan Aurich, fora de casa, vai precisar de uma mãozinha do Peixe para avançar. 

(Palpite: vai classificar porque o Santos vai vencer o The Strongest para conseguir uma posição melhor dentre os primeiros colocados)


EMELEC 3-2 FLAMENGO - Há uma semana analisamos o elenco do Flamengo para o Brasileirão (veja aqui) e novamente o rubro-negro insiste em querer contrariar nosso prognóstico. O culpado tem culpa: Joel Santana. A falta de tato para a Libertadores não devia ser tão latente no experiente e folclórico treinador. Novamente a defesa apresentou graves falhas principalmente nas bolas alçadas na área. Foram dois gols por este expediente e um de pênalti, aos 45 do segundo tempo. Contudo, quando o placar ainda anotava 1-2 para o Flamengo, Joel teve a brilhante ideia de sacar Deivid e colocar o zagueiro Gustavo. O resto é história. Agora, o Flamengo depende de um pequeno milagre. Tem que vencer o Lanús e torcer por um empate entre Olimpia x Emelec.

(Palpite: A "sorte" do Flamengo é que o Emelec chega ao Paraguai para enfrentar o Olimpia também sonhando com a classificação, o que pode criar problemas para os mandantes no último jogo. Sinceramente, eu acredito nesse milagre.)


HORIZONTE 1-3 PALMEIRAS - O Verdão tomou um susto ao sair atrás no placar mas virou e carimbou vaga para as oitavas-de-final da Copa do Brasil. Leandro Amaro fez dois e Maikon Leite, que entrou no decorrer da partida, salvaram o Palmeiras do mico de ter que fazer o jogo de volta. Barcos esteve apagado e foi substituído. Wesley também não fez nada que justificasse o investimento em seu futebol. Mas mais importante que tudo isso é o pulso de Felipão no time. Troca sem medo de ser feliz e aposta alto na busca pelo melhor resultado. Pode não fazer o Palmeiras ser visto como a menina dos olhos, mas faz com que a equipe chegue, no mínimo, devidamente respeitada.


KAKÁ - Titular do Real Madrid no duelo de volta pelas quartas-de-final contra o Apoel, Kaká foi bem novamente. Depois de decidir o primeiro jogo ao entrar, fazer gol e dar passe, o meia novamente fez bom jogo e ainda marcou um golaço na goleada por 5 a 2. Pouco a pouco Kaká recondiciona o preparo físico e mostra no campo que pode ser útil à Seleção. De fato, há uma vaga em aberto no meio-campo. Pode aproveitar a irregularidade de Ganso e o descaso de Ronaldinho para crescer com Mano. Ao meu ver, é a dose de cadência, experiência e lucidez que o meio-campo canarinho precisa.



Um comentário:

  1. Já vos adicionei aos meus links, aguardo retribuição: http://davidjosepereira.blogspot.pt/

    ResponderExcluir